A Peça Que Dá para o Torto

Estreia 12 Fevereiro 2020 M12

Estreou em Londres há 5 anos e já passou, regressou ou ainda está a passar por mais de 30 países, de todos os continentes excepto a Antártida pois teme-se uma recepção demasiado gelada: Alemanha, Itália, Bulgária, Argentina, Hungria, França, Polónia, Turquia, Austrália, Japão, Finlândia, Grécia, China, Israel, Roménia, Chile, Noruega, Holanda, Espanha, Brasil, Islândia, Bélgica, Croácia, Coreia, Estónia, Perú, Suécia, Dinamarca, República Checa, India, Luxemburgo, Suíça, Áustria, Rússia África do Sul, México. Sem esquecer os Estados Unidos, tanto na Broadway como off-Broadway, o que vale por dois!

Já arrecadou prémios muito importantes:

Na Broadway em 2017: Tony para melhor Cenografia, Escolha do Público da Broadway.com para Novo Espectáculo de Teatro, Broadway World para Melhor Novo Espectáculo de Teatro, Broadway World para Melhor Desenho de Som e Melhor Encenação. Em 2016 ganhou o Prémio da Crítica para Melhor Produção Comercial (Hungria), Especial Haldun Dormen para Melhor Comédia ou Musical (Turquia) e o Molière para Melhor Comédia (França). Aquando da estreia em 2015 em Inglaterra ganhou o Olivier para Melhor Nova Comédia, o Broadway World Inglaterra para Melhor Novo Espectáculo de Teatro e o WhatsOnStage para Melhor Nova Comédia.

Em 2020 chega a Portugal para ganhar o Globo de Ouro em todas as categorias. A PEÇA QUE DÁ PARA O TORTO tem tradução e adaptação de Nuno Markl e interpretação de Alexandre Carvalho, Cristóvão Campos, Igor Regalla, Inês Castel-Branco, Joana Pais de Brito, Miguel Thiré, Telmo Mendes e Telmo Ramalho, encenação de Hannah Sharkey e encenação residente de Frederico Corado. O texto é de Henry Lewis, Jonathan Sayer e Henry Shields.

É um formato replica show “Ridiculamente divertida.” (The Times) e  “Um triunfo técnico.” (Time Out) com comentários como “Por momentos pensei que ia hiperventilar.” (Daily Mai) ou “Rimos até as lágrimas nos escorrerem pela cara.” (Joanna Lumley)

Única e hilariante, estreia em Fevereiro no Auditório dos Oceanos Casino Lisboa

Nota da produção: O público deve apresentar-se no teatro preparado com um analgésico e uma garrafa de água pois há riscos sérios de o espectáculo causar dores... de tanto rir!

 

Texto: Henry Lewis, Jonathan Sayer, Henry Shields
Encenação: Hannah Sharkey
Encenação Residente: Frederico Corado
Tradução Nuno Markl
Cenografia original: Nigel Hook
Desenho de Luz original: Ric Mountjoy
Guarda-Roupa original: Roberto Surace
Coreografia original: Dave Hearn
Música original: Rob Falconer
Encenação original: Mark Bell
Vídeo e Design Gráfico: Renato Arroyo
Fotógrafo cartaz: Jorge Simão
Cabelos: Nuno Souto
Maquilhagem: Miguel Velosa
Costureira: Rosário Balbi
Interpretação: Alexandre Carvalho, Cristóvão Campos, Igor Regalla, Inês Castel-Branco, Joana Pais de Brito, Miguel Thiré, Telmo Mendes, Telmo Ramalho e com João Veloso, Rita Silvestre, Valter Teixeira e David Balbi

 

 

Vídeos do Evento
Galeria de Imagens
Ok
Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e lhe oferecer uma melhor experiência de utilizador. Saber Mais